Do Jornal Pequeno.

OAB divulga estatística sobre reprovação no Exame de Ordem

4 de junho de 2009 às 10:12

A seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MA) acaba de divulgar uma estatística sobre o desempenho dos cursos de Direito do Maranhão no terceiro Exame de Ordem de 2008. Aplicado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) desde 1994, o exame habilita os bacharéis em Direito para o exercício da advocacia.

A estatística – feita pelo Centro de Seleção e Promoção de Eventos, da Universidade de Brasília (UNB) – aponta um índice de reprovação de 84% entre os bacharéis graduados pela Faculdade de Imperatriz.

O segundo maior índice de reprovação – 79% – ficou com o Centro de Ensino Universitário do Maranhão (Uniceuma), seguida da Faculdade São Luís, com 77,42%, e da Faculdade Santa Teresinha (Cest), cujo percentual de reprovação foi de 67,39%.

O índice de reprovação entre os bacharéis egressos da Faculdade do Vale do Itapecuru (FAI), de Caxias, foi de 60%. A reprovação entre os bacharéis formados na UNDB atingiu a marca de 48,65%.

O menor índice de reprovação ficou com a Universidade Federal do Maranhão (Ufma). O percentual de reprovação entre os bacharéis daquela instituição egressos do campus de São Luís foi de 35,37%. Entre os bacharéis graduados na unidade de Imperatriz o índice de reprovação foi de 33,33%.

O percentual de reprovação entre os bacharéis graduados em universidades de outras unidades da federação, que também se submeteram ao Exame de Ordem por terem domicílio no Maranhão, foi de 81,40%.

O índice de reprovação envolvendo todas as instituições de ensino superior que participaram do Exame foi de 74,15%, um percentual considerado alto em relação àqueles verificados em outros Estados nordestinos como Sergipe, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Bahia, e Paraíba.

____________________________

http://www.jornalpequeno.com.br/2009/6/4/Pagina110606.htm

Anúncios